Maikon K
(Curitiba-PR)

Foto – Victor Nomoto

Dia: 14 de outubro (sábado)
Horário: Das 16h30 às 20h30 (interação com o público a partir das 19h30)
Local: Palco do Lago Igapó (Às margens do Lago Igapó 1. Acesso pela Rua da Canoagem)
Duração: 240 minutos
Classificação indicativa: 16 anos*
*Comunicamos ao público que optar por entrar no interior do espaço da performance que há nudez artística
GRATUITO

“DNA de DAN” é uma dança-instalação de Maikon K que toma, como inspiração, vários símbolos ligados à transformação. O principal deles é Dan, serpente ancestral cultuada em várias civilizações, origem de todas as formas existentes. A performance acontece dentro de um ambiente inflável criado pelo artista Fernando Rosenbaum e que, no Festival de Dança de Londrina, será instalado no Palco do Lago Igapó, região limítrofe entre o universo aquático e o terrestre. A contundência dessa imagem do homem no interior do ovo translúcido remete ao mistério de um corpo in vitro, a uma metamorfose induzida, às camadas de matéria para atravessar. O público que desejar poderá entrar nesse espaço e lá permanecer. Num primeiro momento, o artista mantém-se imóvel enquanto uma substância seca sobre seu corpo. Após essa fase da experiência, ele se move. A construção de outra pele, o ambiente artificial e a relação com o público são dispositivos que acionam esta performance e conduzem a dança de um corpo em mutação. Em 2015, “DNA de DAN” integrou a exposição “Terra comunal”, no Sesc Pompeia (São Paulo-SP), a convite de Marina Abramovic.

Ficha Técnica:
Concepção e performance: Maikon K
Ambiente: Fernando Rosenbaum
Pele: Faetusa Tezelli
Iluminação: Victor Sabbag
Orientação de movimento: Kysy Fischer

Categories: Espetáculo