Em “Sr. Will”, companhia goiana Giro8 discute interações entre homens e máquinas numa coreografia sensível e potente. Espetáculo é atração do Festival de Dança nesta sexta-feira (13)

Foto – Layza Vasconcelos

Quarto espetáculo da Giro8 Cia de Dança e primeiro de sua safra profissional, “Sr. Will” teve estreia nacional em junho de 2017, em Goiânia (GO). No mesmo mês, viajou para a Espanha, onde se apresentou com grande sucesso em quatro cidades: Barcelona, Artesa de Lleida, Madri e Alcarrás. Prenúncio da qualidade do grupo, que já se projeta como promessa da dança contemporânea brasileira. Agora, a montagem chega a Londrina, na programação dessa sexta-feira (13) do Festival de Dança. A apresentação acontece às 20h30, no Teatro Ouro Verde.

O espetáculo leva ao palco seis bailarinos com a intenção de discutir como as relações humanas se constroem, se modificam e se intensificam a partir da interação e de experiências vividas em um ambiente cotidiano. Como os corpos se relacionam com as máquinas, com os sons, com os toques e com os outros corpos? Como conviver com tudo isso sem perder-se de si mesmo? Esvaziar-se, libertar-se de tudo que faz mal, de tudo que reprime. O encontro com o mais profundo do ser original é o que mais importa. No palco, no presente, neste tempo, pode-se observar como o corpo sensível pode estabelecer relações humanas mais intensas. Os corpos e os encontros dos corpos são tomados por uma mistura de afetos: eróticos, sentimentais, estéticos, perceptivos e cognitivos.

Além dos bailarinos, “Sr. Will” leva à cena uma máquina manipulada e manipuladora para discutir como as relações humanas se constroem e se modificam no contexto tecnológico. Eis que o corpo, só ele, origem e fim da nossa humanidade, surge como um lugar de infinitas possibilidades e de descobertas reais. No palco, no ato desta arte transitória, no aqui e no agora, podemos observar a potência do corpo sensível. O espetáculo alerta para a necessidade de dar voz ao desejo, sem limitações ou preconceitos, de entregar-se ao universo dos sentidos e de libertar-se do que aprisiona e faz mal.

A montagem marca, além da profissionalização da companhia, a maturidade da coreógrafa Joisy Amorim. A dramaturgia ficou a cargo do espanhol Antonio Gomez Cásas, que esteve em Goiânia nos meses de setembro a novembro de 2016, especialmente para trabalhar com a coreógrafa, bem como com o músico Cleyber Ribeiro – responsável pela trilha.

A campanhia – A Giro8 Cia de Dança estreou no cenário da dança goiana em 2011. Em seis anos, a companhia tem buscado fomentar a Dança em/de Goiás. Com seus espetáculos, apresentou-se em importantes Festivais Nacionais como Jornada de Dança da Bahia (2012 e 2014), TeNpo – Mostra de Teatro Nacional de Porangatu (2012 e 2016) e Paralelo 16 – Mostra de Dança Contemporânea (2016).

No decorrer desses anos, o grupo conseguiu aprovação de importantes projetos em Leis de Incentivo à Cultura do Estado de Goiás e Prêmios de Incentivo à Cultura que permitiram sua continuidade e manutenção. Dentre as aprovações, destaca-se a Manutenção da Giro8 pelo Fundo de Arte e Cultura do Estado de Goiás-2015 e 2016, a circulação internacional (Portugal e Espanha) através da Lei Goyazes 2015 e a circulação nacional (Goiás, Tocantins e Minas Gerais) pelo Prêmio Klauss Vianna 2014.

Serviço:
Sr. Will

Giro8 Cia de Dança
(Goiânia- GO)
Dia 13/10, às 20h30, Teatro Ouro Verde
Classificação indicativa 14 anos
Ingressos a R$10 e R$ 5 (meia-entrada)

Programação no site:
www.festivaldedancadelondrina.art.br
Informações: (43) 3342-2362

Bilheterias:
Secretaria da Funcart
Rua Senador Souza Naves, 2380
Fone: (43) 3342-2362
Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 9 às 11h30 e das 13 às 19 horas

Loja Shop Ballet
Rua Pio XII, 64 – loja 3
Fone: (43) 3323-4717
Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 9 às 18 horas, e aos sábados, das 9 horas ao meio-dia

Teatro Ouro Verde (bilheteria)
Rua Maranhão, 85
Fone: (43) 3322-6381
Horário de funcionamento: de 6 a 14 de outubro, a partir das 16 horas

O Festival de Dança de Londrina tem patrocínio da Caixa Econômica Federal e da Prefeitura Municipal de Londrina, por meio do PROMIC (Programa Municipal de Incentivo à Cultura). O evento é uma realização da APD (Associação dos Profissionais de Dança de Londrina e Região Norte do Paraná), com apoio institucional da Funcart e da Casa de Cultura da Universidade Estadal de Londrina. Apoios: Ministério da Cultura e da Comunicação da França; Ministério do Desenvolvimento Internacional da França; Institut Français, TransArte, Loja Shop Ballet/Só Dança; Casa da Dança; Pastel Mel; Rádio UEL FM e Folha de Londrina.

Categories: Notícia